Sunday, August 5, 2007

Edição de Domingo

(Intro à la Telejornal)

Bom dia e bem-vindos à edição especial de Domingo, aquele dia em que só me apetece enterrar os cornos na palha e esperar que seja Segunda.

Hoje vamos dar relevo à vida selvagem. Iremos abordar a vida e hábitos daquela espécie de ave migratória que baixa ao sul no Verão, especialmente em Agosto, provocando um aumento no baixo índice de sinistralidade nas estradas portuguesas e dos concertos de música pimba.

Estamos obviamente a falar do Tugensis Emigratis.

O Tugensis Emigratis destaca-se do Tugensis Localis devido a algumas características adquiridas em terras além-fronteiras, especialmente "na Fránça", seja em localidades como "Pérpinham", "Parí, departamento zéro-ungue", ou outras terras maravilhosas onde adquirem aqueles poderes tão evoluídos que os separam do seu antepassado Tugensis Localis.

Uma das caraterísticas mais notórias é a pigmentação da pele, apresentando um tonalidade mais rosácea, especialmente em contacto com o sol, tonalidade essa genéticamente transmissível, como se pode constatar pelo tom suínico apresentado pelos descendentes do Tugensis Emigratis.

Outra evolução existente no Emigratis é a sua capacidade de comunicação, conseguindo expressar-se de várias formas diferentes, seja no Tugensis arcaíco, no Tugensís evoluído, ou naquilo a que os estudiosos chamam de emigranto-vacancês, que é na verdade uma fusão das anteriores.

Uma das evoluções mais espantosas do Emigratis é a sua forma de locomoção. Aqui reside mais de metade do fascínio que esta nova espécie nos provoca.
Para compreendermos esta evolução teremos de analisar os vários elementos que a destaca do estado do Localis.

-Desloca-se em viaturas de elevada cilindrada, ao passo que o Localis ainda roda em veículos movidos a motor de cortador de relva.

-As matrículas das referidas viaturas apresentam uma coloração amarela, estando claramente bem protegidas com os raios UV, enquanto as matrículas Localis, com o seu branco pálido, podem desenvolver cancro matrícular.

-Aproveitam melhor o racio espaço/ocupantes pelo facto das viaturas estarem sempre cheias de Emigratis.

Mas a mutação mais importante de todas do Emigratis em relação ao Localis é a sua adopção de um comportamento arrogante, permitindo ao Tugensis Emigratis manter-se distante dos Localis não desejáveis e, desta forma conquistar territorio e impôr respeito.

Ainda agora começamos a raspar a superfície deste ser magnífico que nos fascina.

Esperamos que através da sua compreensão também nós nos possamos compreender melhor.

Obrigado e um bom domingo

Reportagem de Manuel Cabrita para o anagramacosmico.

1 comment:

Steph said...

Hello. Pedro, tutti beni..
bem esta repoprtagem está demais, acho que melhor do que ninguém expõe o que realmente se tranforma as localidades no nosso mês de agosto..eheh, bem, deves tar a perguntar quem é este gajo!!, pois sou eu..lool, Estefânio, que teve o previlégio de ter a tua pessoa como formador na escola de verão VOZ'07...eheh
eu vou passando por cá, pr'a ver o teu blog..
inté
ah!, és berdad, tenho blog también
www.ossuspeitos.blogspot.com

abraço!