Thursday, November 30, 2006

Venezuela

Venezuelices

About her...

Voltei, voltei, voltei de lá, ainda agora estava numa praia paradísiaca com palmeiras e àgua quente e biquinis e mais o camandro, e agora já estou cá. Pois é meus caros amigos, compatriotas e recém-enregelados, estive no céu caliente do caribe, rellenado com guarapitas, chicas guapas (a Venuzuela é conhecida por produzir em massa misses universo), arepas de pollo e carros de alta cilindrada. Para alguns poderá parecer que estou a falar de um sonho molhado de um adolescente que, infelizmente, está enfiado neste cantinho arrefecido da Europa. Enganem-se!!! Estou a falar do MEU sonho molhado!!! Agora que estou com o rabo a gelar, a deixar de sentir os meus dedos e a ficar com um nariz húmido. Isto, claro está, não fica nada bem com o meu bronze tropical.

O Ressabianço

Poderá o leitor mais sensível (leia-se ressabiado) ficar um pouco, digamos... incomodado (leia-se ressabiado) com esta descrição sócio-geográfica, mas poderei afirmar seguramente ao dito leitor que, apesar da minha interessante (leia-se capaz de provocar ressabianço) experiência por terras de Hugo Chavez, o regresso a esta terra cinzenta e abarrotada de seres incapazes de experienciar o fenómeno de alegria (leia-se ressabiados) provocou em mim uma angústia ímpar, projectando-me contra a parede escorregadia na qual todos nós portugueses (leia-se ressabiados) tentamos diáriamente escalar para não caírmos no abismo da eterna depressão (leia-se...)

Esperança

Os portugueses, povo pacato e relativamente calmo, constítuido por gente sagaz e desenrascada, dotados de uma alma profunda e melancólica, e com aquela maravilhosa habilidade de encontrar defeitos numa esfera esculpida pelos deuses... Parece-vos pessimismo? É porque sou um deles.

Mas encontrei um sítio onde os portugueses falam bem da terra onde vivem. Acertou!!! Venezuela. Todos os portugueses com que me deparei naquela terra falavam daquilo com um alegria como nunca encontrei, frases como: "Isto aqui é muito bom" ou "É a sua primeira vez? Há-de cá voltar muitas mais!" ribombaram várias vezes nos meu pavilhões auriculares. Será do clima? Das garotas? Das praias? Da personalidade amigável e honesta dos locais? Pois não sei. O que sei é que vou lá voltar, para ver se esta coisa da felicidade se pega, pode ser da àgua....

Irei mais tarde adicionar mais alguns pensamentos sobre a pérola do Caribe

2 comments:

King Nothing said...

Já com 3 posts e nenhum comment?? Mas como pode ser?? Pois bem, seja bem vindo, leal súbdito desta Sua Majestade, esteja à vontade, permita que a sua criatividade e voz não tenha limites e apresente as suas opiniões sem papas na língua. Não se esqueça de passar pelo blog do seu Rei, o também famossíssimo themisteriesoflife.blogspot.com ou pelo do meu outro leal súbdito barrices.blogspot.com . Ambos os blogs andam numa corrida a passo de caracol para ver quem tem menos comentários. Abraços reais...

All Hail King Nothing

King Nothing said...

Há mto tempo que o meu caro súbdito não actualiza o seu blog. Espero que continue a deliciar-nos com as suas histórias da Venezuela assim como a sua estadia em Óbidos. abraços reais...


All Hail King Nothing